segunda-feira, 28 de novembro de 2011

"PRESERVE SUA NOVA NATUREZA"

"Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também."
(Efésios 02:03)

Todo cristão deve ter consciência que há uma nova natureza dentro de si, a natureza de Cristo. Antes de aceitá-lo viviamos segundo a natureza de Adão, a natureza do pecado e suas consequências e recebiamos o salário dessa natureza, chamado morte. 

Hoje, para aqueles que estão em Cristo, vale a pena lembrar que não mais estamos debaixo da natureza de Adão, e sim sob a nova natureza, fomos enxertados na Videira Verdadeira, e é dela que devemos obter a seiva da vida.

Repare que eu disse, vale a pena "lembrar" que temos uma nova natureza, porque nossa velha natureza insiste constantemente em operar em nossa vida. A velha natureza é mortificada a medida que optamos por viver segundo a nova natureza. 

A questão é: Tenho vivido debaixo da nova natureza? Minhas atitudes, pensamentos, maneira de viver, minha fé, meu ministério, minha paixão por Jesus, minha condição espiritual condizem com a nova natureza ou ainda revelam a natureza de um passado que já não deveria operar em minha vida?

Todo cristão em vez de pensar se "tal coisa, ou tal prática, ou tal atitude" é pecado ou não é, ou se é permitido ou não, deveria antes avaliar se a vontade que o está conduzindo a "tal coisa, ou tal prática, ou tal atitude", é uma vontade segundo a nova natureza ou diz respeito a velha natureza?
Todas as vezes que um cristão opta por viver debaixo da velha natureza, ele se torna como Adão, se alimentando da árvore do conhecimento do bem e do mal, da árvore que o conduz à independência de Deus, da árvore que o afasta do Senhor, está se alimentando da árvore da velha natureza, cujos frutos já são velhos conhecidos. Frutos apodrecidos. 

Mas ao passo que você vive debaixo da nova natureza, se torna como Cristo, pois se alimenta da Árvore da Vida, aquela que no Éden o homem tinha e até hoje, tem livre acesso.

Porque é tão difícil viver segundo a nova natureza? Porque a velha ainda está muito forte e latente na sua vida. Viver segundo sua nova natureza é uma decisão que deve ocorrer a cada minuto, e para isso você terá que ir matando e mortificando a velha natureza. Se você está acostumado a uma vida cristã conduzida no "piloto automático", cuidado com precipício depois da curva.

Se é assim, qual a diferença de ter Jesus em minha vida? A diferença é que antes você não tinha opção, sua única opção era a natureza de Adão. 

Mas qual a diferença entre aquele que só tem a natureza de Adão, para aquele que tem a natureza de Cristo, mas não vive dela? A diferença é que o primeiro é chamado de homem natural, o segundo é chamado de homem carnal. Mais tolo do que não ter uma nova opção, é tê-la e não usá-la. 

Quer atingir o título de homem espiritual? Você pode, mas talvez tenha que mudar de vida, abandonar de vez a velha natureza.

Cristo não quer apenas morar em você, Ele quer viver em você.

Cristo não quer apenas que você se beneficie da sua morte, mas quer que você se beneficie da Sua vida. Hei... Helooow... Tem alguém aí?... Ele ressuscitou. Porque viver segundo a velha natureza insistindo em deixá-lo morto? Se nem a morte conseguiu detê-lo, porque você ainda insiste nisso? Renda-se, desista do passado, dos seus hábitos, da forma que foi educado, desista do que para você é normal, desista do lugar de conforto, desista do deus chamado "Eu", saia do trono da sua vida. A nova Natureza Dele quer operar em você HOJE.

Dia após dia, A nova natureza de Crito clama dentro de nós através do espírito Santo, mas insistimos em calar esse clamor preferindo viver pelas nossas vontades. Talvez alguém pense "isso não acontece comigo", mas vale a pergunta: Você foi orar a última vez que sua nova natureza desejou? Você leu a palavra a última vez que sua nova natureza precisava de alimento? A ultima coisa que você disse minutos atrás foi segundo a nova natureza? As decisões do seu dia a dia são decididas por sua nova natureza? Você tem se relacionado com as pessoas importantes da sua vida segundo a nova natureza? Você disse não ao pecado as vezes que sua nova natureza queria te conduzir à santidade?

Para viver segundo velha natureza, eu não preciso me afundar no pecado, basta ignorar a Natureza de Cristo e serei novamente conduzido a ele.


AUTOR: Adriano de Favari
Postar um comentário