sexta-feira, 14 de outubro de 2016

"SENHOR, QUANDO TI VIMOS COM FOME?"


“Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna”. (Mateus 25:42-46).

O que eu vim falar hoje é muito sério e um a assunto a ser considerado um dos mais importantes assuntos a respeito da Vida com Deus, afinal sem isso ninguém verá a esse Deus. E o assunto é Amor.

Acabamos de ler as palavras de Cristo aos seus discípulos, as orientações do que é o reino dos Céus, e as vezes isso passa desapercebido. E quando a mesma palavra de Cristo diz que muitos seriam chamados, mas poucos os escolhidos, é por causa desse "não perceber". O evangelho é constituído por 3 pilares, Deus, Jesus e o Espírito Santo que se formam em um, a santíssima Trindade e os Filhos de Deus herdeiros do reino dos céus são constituídos de também 3 pilares, Fé, Esperança e Amor.

E muitas das vezes vivemos uma vida inteira na igreja, inteiramente depositada em Deus com fé em tudo que Ele é e representa, com esperança na sua volta, no retorno do filho de Deus para buscar os amados e escolhidos, mas esquecemos do amor e aí entra o grande problema que conduz e conduzirá muitos ao castigo eterno. Não Ruan, lógico que não eu amo, amo a Deus com todo meu coração, sigo seus caminhos porque o amo. Mas me permite te fazer uma pergunta? Teve alguma vez que deixou de dar de comer a quem tem fome? Deixou de vestir quem está nu? Ou até mesmo deixou de visitar quem está preso? Ah, sim muitas vezes, mas isso não vem ao caso, afinal eu amo a Deus. É querido mas amar a Deus sem amar seu próximo não vale de nada, pois toda vez que deixamos de ama-los deixamos de amar a Deus.

Não adianta uma vida inteira na igreja sem que nem um dia você tenha sido a igreja. Não adiante todo o amor a Deus, sem que seu próximo receba esse reflexo, não adianta toda fé que mova as montanhas, sem que você faça brotar essa fé no seu irmão que já não acredita mais na vida, não adianta a esperança de um novo amanhecer em Deus, quando você deixa seu próximo no hoje sozinho. Ou seja, não adianta ser discípulo que é um nome mais bonito e cargo maior sem ser um simples pescador de almas em primazia. Afinal se tu me amas ó Simão, cuide das minhas ovelhas.

Filho que não vai atrás de seus irmãos para conduzi-los ao mesmo caminho não merecem morar na casa do pai. Está na hora de voltarmos ao centro de evangelho que sempre se fundou em amor, porque hoje estamos querendo Jesus, querendo seu poder e maravilhas para habitarmos nessa terra, estamos desfocados do sentido real do evangelho, que é morrer aqui para ter vida lá. Ao contrário disso estamos vivendo uma vida onde queremos viver com a glória de Deus nesse mundo mortal, e estamos totalmente esquecidos que um dia teremos que prestar contas de todas as almas que passaram por nossas mãos e não agarramos, apenas o sangue de seus ferimentos ficaram marcados em nossa pele.

Que hoje essa simples reflexão, possa te fazer pensar sobre quem é Deus e o que é servi-lo ao invés de simplesmente ser mais um dia em busca de algo para nós mesmos.

AUTOR: Ruan Majesa
Postar um comentário