quarta-feira, 1 de abril de 2015

"CULTIVAR AMIGOS FAZ BEM!"

 
 
"Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão”. Provérbios 17:17

Pesquisadores descobriram que a endorfina é uma substância produzida a partir do carinho e da presença de um amigo, uma espécie de bálsamo para muitas das dores humanas.

A amizade não só libera este remédio natural produzido pelo cérebro, mas diminui a tensão interior e refrigera a alma. É como se o corpo se desarmasse, ancorado na segurança de ter um amigo. Além disso, ter uma pessoa do lado, com quem se possa contar, ajuda a controlar melhor a pressão arterial, contribui para proteger os vasos sanguíneos de possíveis lesões, equilibra o batimento cardíaco, bem como dá uma força e tanto contra a depressão.

Temos que aprender a desenvelopar a capacidade que Deus nos deu de fazermos amigos. Quando eu era adolescente, li um livro, publicado pela primeira vez em 1937, atualmente com mais de 15 milhões de exemplares vendidos. O nome da obra é "Como fazer amigos" e está dedicado a um amigo pessoal do autor. Esta dedicatória é a mais interessante que já vi: "Este livro é dedicado a um homem que não tem necessidade de sua leitura!"

Muita gente que está enferma hoje seria curada se tivesse aprendido a cultivar com mais afinco amizades sinceras e verdadeiras.

O cultivo de amizade é uma via de mão dupla. Mantém-se pelo fluxo e refluxo de ações mútuas. As pessoas entram em nossas vidas por acaso, mas não é por acaso que permanecem. Conservam-se em nossa existência, quando investimos nelas e nos abrimos para que elas invistam na gente. Certa vez, em uma comunidade que liderei, uma senhora reclamou que não tinha amigas. Procurei fazê-la perceber que ela não fazia nenhuma questão de cultivar amizades. Debochou de meus conselhos. Somente esperava que os outros fossem até ela. À medida que se isolava como uma ostra, a sua alma adoecia... Acabou morrendo.

Você pratica a arte de fazer novos amigos? Investe no relacionamento com os velhos amigos? Contenta-se meramente em ter conhecidos ou colegas? Tem dificuldade em chamar alguém de amigo?

Ainda tenho muito que aprender da virtude da afeição. Mas, permita-me lhe dar algumas sugestões, a fim de que cultive boas amizades:

1) Procure enxergar o potencial que Deus vê neles;
2) ouça-os desinteressadamente e deixe-os falar de si mesmos;
3) descubra e discuta seus alvos específicos;
4) assuma responsabilidade de cooperar para a conquista desses alvos;
5) procure discernir conflitos que os impedem de atingir esses alvos e exerça a criatividade para propor projetos que facilitem isso;
6) aprenda a cultivar o interesse deles em alcançar essas metas;
7) aprenda a consolá-los nos momentos de tristeza;
8) assuma a responsabilidade pela reputação deles;
9) seja sensível às suas atitudes e às deles, as quais venham necessitar de mudanças;
10) procure discernir as causas básicas de deficiências de caráter;
11) cultive o interesse de corrigí-las (deixe que ele também fale de suas falhas);
12) comprometa-se com fidelidade, lealdade e disponibilidade.

Assim, você será mais saudável e o mundo será melhor.

AUTOR: Robson Brito
Postar um comentário