sexta-feira, 3 de julho de 2009

"VENCENDO A TEMPESTADE"


Texto inicial: 1º Pedro 01: 14 - 16

“Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo.”

Introdução:

Algumas das experiências mais difíceis para o cristão são provocadas pela esteira do pecado.

A vida de Davi chegou a esse momento. DEUS amava profundamente a Davi... e, portanto, Ele o disciplina com severidade. Davi precisava aprender a lição inesquecível de que devemos levar DEUS a sério. Devemos refletir o caráter do nosso Pai celestial. Quando escolhemos obstinada e deliberadamente desobedecer ao nosso DEUS santo, Ele não faz vista grossa para o nosso pecado, dizendo que a graça permite que Ele ignore a desobediência.

Há duas espécies de sofrimento em meio à tormenta:

· O sofrimento que merecemos – por termos sido desobedientes.

· O sofrimento que não merecemos – mas experimentamos na esteira da transgressão de outra pessoa.

Davi foi um grande homem que fez concessões e o resultado foi trágico, afetando não apenas o homem que pecou, mas toda a sua família e também pessoas fora da família.

DAVI ENFRENTA A VERDADE:

Davi admitiu a sua semeadura desastrosa, diante de DEUS e do profeta Natã: 2 Samuel 12:13 “Então, disse Davi a Natã: Pequei contra o SENHOR. Disse Natã a Davi: Também o SENHOR te perdoou o teu pecado; não morrerás.”

Finalmente, Davi enfrenta a verdade: Pequei por possuir BateSeba, cometi adultério, tirei a vida o marido dela, Urias. Fui culpado de hipocrisia. Pequei. Sem reservas ou justificativas, ele confessou seu pecado diante de DEUS.

De acordo com a Lei, quando alguém cometia adultério, era apedrejado. Quando matava alguém, sem exceções... era morto: “Olho por olho, dente por dente, vida por vida”. Não diga que não existe graça no Antigo Testamento! A graça salvou a Davi.

DAVI RESPONDE CORRETAM ENTE:

Encontramos na resposta de Davi quatro diretrizes para seguirmos hoje quando temos de passar pela tempestade, seja por tê-la causado ou quando somos apanhados na esteira de alguém que a provocou:

1. A primeira reação de Davi foi a oração.

2 Samuel 12:15 - 16 "Então, Natã foi para sua casa. E o SENHOR feriu a criança que a mulher de Urias dera à luz a Davi; e a criança adoeceu gravemente. Buscou Davi a Deus pela criança; jejuou Davi e, vindo, passou a noite prostrado em terra."

Quando a tempestade começou, quando sentiu os ventos soprar sobre ele, ajoelhou-se diante de DEUS e ali ficou a noite inteira. Ele jejuou. Esperou no SENHOR. Buscou a Sua face. Ele esperava mais uma vez pela graça do SENHOR. Apesar de não merecer, sabia que o seu DEUS é cheio de misericórdia e concede graça. Sendo assim, Davi orou com o coração contrito, ou seja, arrependido e quebrantado.

Ao passarmos por períodos de profunda aflição causada pelo nosso pecado ou de outra pessoa, é prudente – na verdade, é bíblico – não nos cercar de outras pessoas. A solidão é essencial nestes momentos. O silêncio é necessário. Fique na presença do SENHOR e busque a Sua face durante esse período penoso.

Provérbios 04:23 “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.”

2. Davi enfrentou as conseqüências com realismo.

2 Samuel 12:18 - 20 “Ao sétimo dia, morreu a criança; e temiam os servos de Davi informá-lo
de que a criança era morta, porque diziam: Eis que, estando a criança ainda viva, lhe falávamos, porém não dava ouvidos à nossa voz; como, pois, lhe diremos que a criança é morta? Porque mais se afligirá. Viu, porém, Davi que seus servos cochichavam uns com os outros e entendeu que a criança era morta, pelo que disse aos seus servos: É morta a criança? Eles responderam: Morreu. Então, Davi se levantou da terra; lavou-se, ungiu-se, mudou de vestes, entrou na Casa do SENHOR e adorou; depois, veio para sua casa e pediu pão; puseram-no diante dele, e ele comeu.”

Davi ficou sete dias prostrado no chão, sozinho, diante do SENHOR... esperando em DEUS, esperando com base em Sua graça. Em seguida, ouve as palavras: “A criança morreu”. Qual é a sua reação? Ele silenciosamente se levanta, toma banho, muda de roupa e vai para a casa de DEUS... para adorar.

Jó 01:20 e 21 “Então, Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a cabeça e lançou-se em terra e adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!”

Quando você enfrenta as conseqüências do vento, deve evitar a amargura. Em vista do sofrimento, especialmente desde que confessou seus pecados a Ele e angustiou-se pelo seu erro, deve esforçar-se para não culpar a DEUS. Davi aceitou imediata e realisticamente o que acontecera e depois adorou o SENHOR.

3. Davi passa a confiar nas verdades bíblicas.

2 Samuel 12:21 - 23 “Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém, depois que ela morreu, te levantaste e comeste pão. Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o SENHOR se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, por que jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.”

Davi sabe que é permanente. Ele não podia voltar atrás. Não tentou negar esta verdade, nem tentou fazer barganhas com DEUS. No consolo e conselho do SENHOR confiou para atravessar a crise. Ao confiar na verdade bíblica, surpreendentemente a pessoa vai se sentir mais estável.

4. Davi se recusa a desanimar.

2 Samuel 12:24 -25 “Então, Davi veio a BateSeba, consolou-a e se deitou com ela; teve ela um filho a quem Davi deu o nome de Salomão; e o SENHOR o amou. Davi o entregou nas mãos do profeta Natã, e este lhe chamou Jedidias, por amor do SENHOR.”

Certamente BateSeba estava sofrendo terrivelmente. Em verdade, os dois passaram por um período de luto. Eles choraram, mas continuaram vivendo. Uma das cenas mais patéticas da terra é ver um filho de DEUS ficar sentado num canto cheio de autopiedade. Davi está novamente andando com o SENHOR como fizera no passado.

Conclusão:

Davi, ao vencer a tempestade, nos dá, como vimos, algumas diretrizes excelentes:

· Ele orou;
· Enfrentou as conseqüências de maneira realista;
· Entregou tudo ao SENHOR enquanto confiava na verdade bíblica;
· Recusou-se a desistir.

LIÇÕES IMPORTANTES:

1. Vencer a tempestade é um aprendizado.

Salmos 32: 08 - 10 “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho. Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de outra sorte não te obedecem. Muito sofrimento terá de curtir o ímpio, mas o que confia no SENHOR, a misericórdia o assistirá.”

2. Enfrentar a tempestade é uma experiência temporária.

Acredite, a tempestade vai passar. Seu SENHOR fiel e amoroso o levará à vitória.

3. Vencer a tempestade é uma experiência que nos torna humildes.

Deuteronômio 08:02 “Recordarteás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te provar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias ou não os seus mandamentos.”

Como foi para os israelitas, e também para Davi, a tempestade é um período em que aprendemos a levar DEUS a sério.

Fonte: Davi – Um Homem Segundo o Coração de DEUS

AUTOR: Charles Swindoll
Postar um comentário